maio 13, 2012

Feira do Livro de Lisboa 2012


Mais uma Feira do Livro que chega ao fim, pelo menos para mim, pois não prevejo passar por lá amanhã. 
Este ano os felizes contemplados num mundo de escolhas infinitas foram:

- O Milagre de São Francisco - John Steinbeck
- O Remorso de Baltazar Serapião - Valter Hugo Mãe
- O Homem Lento - J. M. Coetzee
- A Maldição (Duma Key) - Stephen King
- O Desejo de Kianda - Pepetela

Embora tenha achado a Feira menos diversificada na oferta, com os Alfarrabistas a terem todos os mesmo livros (pelo menos fiquei com essa sensação das vezes que lá fui) e os grandes grupos editoriais, principalmente a Leya, a tornarem cada vez mais notada a sua presença. Parecem lojas dentro da Feira, um evento à parte... Este ano senti mais essa "imposição", talvez porque fiquei com a impressão de que havia menos barraquinhas fora dos espaços delimitados pelos alarmes. Não tenho nada contra estes grupos editoriais, os preços que praticam são, muitas vezes apelativos e a individualidade de cada editora que os constituem parece-me que continua presente, no entanto os preços de Feira não eram muito diferentes dos praticados ao longo do ano, daí ter sentido a Feira menos Feira, este ano. O lado positivo foi não ter sofrido de muita ansiedade quanto ao que queria comprar agora. :)

Conversetas à parte, estou muito contente com os livros que comprei. O de Steinbeck não precisa de justificação, tinha saudades de ler alguma coisa dele, o mesmo se aplica ao do Pepetela e ao do Stephen King, do qual me tenho mantido afastada por causa do preço destas novas edições todas catitas. :) Desde o No Coração desta Terra do Coetzee que fiquei com vontade de voltar a este escritor e, como livro do dia, pareceu-me uma boa escolha. valter hugo mãe, para além de darem um saco de pano todo giro, foi das melhores surpresas do ano de 2011, pelo que, não pensei duas vezes em trazer este para casa.

A cereja em cima do bolo foi ter quebrado o enguiço e ter comprado umas coisinhas para as minhas sobrinhas! :)

Acho que a Feira não devia sair do Parque Eduardo VII. É excelente para dar uma volta à hora de almoço, para comer um gelado ou uma fartura... Onde é que vou fazer isso agora? :p

Boas leituras e bom último dia de Feira!!!

5 comentários:

  1. Este ano foi a segunda vez que fui à feira do livro de Lisboa e realmente notei que os grandes grupos editoriais comiam a feira toda. Não encontrei grandes descontos aí e por isso não fiz compras excessivas. Aliás só comprei mesmo um livro, "O retrato do artista enquanto jovem" de James Joyce e foi num alfarrabista.
    As tuas aquisições são ótimas escolhas. Tenho muita curiosidade nesse de Steinbeck, que já li boas opiniões. "O Homem Lento" é outro que também quero ler nos próximos tempos. ;)
    Boas leituras!

    ResponderEliminar
  2. Fica sempre um vazio quando cada ano a Feira acaba e já não temos aquele local ideal para passear e passar algumas horas na companhia dos objectos que mais nos fazem companhia.
    No entanto, voltaremos cada ano para mais compras e leituras :)

    oqueoslivrosmedizem.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. tonsdeazul: Nunca li James Joyce. Vou ficar a aguardar pela tua opinião sobre esse que compraste. :) Gostei bastante da escrita de Coetzee, espero que este que comprei seja tão ou melhor que o "No Coração desta Terra".

    Miguel Nunes: É isso mesmo. E talvez, por não estar disponível todo o ano, continue a ser especial e a ser aguardada. :)

    ResponderEliminar
  4. N.martins,
    já disse que amo suas resenhas?
    Não conheço, 2 desses escritores ou melhor acho que não li nada.
    La vai eu pesquisar, mas hoje não. Tive uma trabalheira para achar o título aqui no Brasil do livro O Decimo Terceiro Conto. Aqui é: A Décima terceira História.

    Mas o que eu queria mesmo era ler com o português de Portugal adoooro, mas fica caro.
    Se souberes o título aqui no Brasil de O Homem Lento e O Desejo de Kiandra. Você me informa??

    Abç e boas leituras

    ResponderEliminar
  5. CMachado: Assim fica complicado encontrar os livros... :) Julgo que o do Pepetela, "O Desejo de Kianda" deverá ter o mesmo título, uma vez que, o escritor é Angolano.
    Quanto ao "O Homem Lento" do Coetzee é bem capaz de ter o mesmo título. :)
    Já conheces o Goodreads (http://www.goodreads.com/), és bem capaz de gostar e de encontrar alguma ajuda nessa imaginação editorial na tradução dos títulos. :)

    Boas leituras!

    ResponderEliminar